segunda-feira, abril 05, 2021

Dívidas de igrejas com INSS e Imposto de Renda já chegam a R$ 1,9 bilhão

Foto: Ricardo Moraes/Estadão

Beneficiadas com um perdão de dívidas concedido sob a bênção do presidente Jair Bolsonaro, as igrejas acumulam R$ 1,9 bilhão em débitos inscritos na Dívida Ativa da União (DAU). A reportagem teve acesso a uma planilha que detalha os tributos devidos pelas instituições religiosas. Algumas delas deixaram de pagar à União até mesmo a contribuição previdenciária e o Imposto de Renda já descontados do salário dos empregados.

Cerca de R$ 1 bilhão dessa dívida corresponde a débitos previdenciários não especificados, isto é, podem ser tanto a parcela devida pelo empregador quanto a parte recolhida em nome do empregado. Outros R$ 208 milhões do montante são contribuições patronais inadimplentes. Os valores incluem débitos em fase de cobrança, negociados em algum tipo de parcelamento ou até mesmo suspensos por decisão judicial.

Há ainda R$ 4 milhões em contribuições que as igrejas descontaram da remuneração de seus funcionários, mas não repassaram ao INSS. Deixar de repassar à Previdência a contribuição dos contribuintes configura apropriação indébita, um crime previsto no Código Penal e punido com dois a cinco anos de reclusão, além de multa.

Os valores consideram apenas as cobranças sob responsabilidade da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), sem incluir os débitos ainda em fase administrativa, que tramitam na Receita Federal.

Discórdia entre Fisco e igrejas

As cobranças previdenciárias estão no centro de uma discórdia entre o Fisco e as instituições religiosas. A lei diz que a prebenda, como é chamado o valor recebido pelo pastor ou líder do ministério religioso por seus serviços, não é considerada remuneração, ou seja, seria isenta de contribuições à Previdência. Mas o próprio texto condiciona o benefício ao pagamento de valor fixo, sem parcela variável conforme a natureza ou a quantidade do trabalho executado.

A Receita começou a identificar nos últimos anos que igrejas se valiam da prebenda para distribuir participação nos lucros e pagar remuneração variável de acordo com o número de fiéis ou conforme a localidade do templo (mais informações nesta página). A lógica seria conceder pagamentos mais gordos a quem tivesse os maiores “rebanhos”. O Fisco começou, então, a lançar autos de infração e cobrar das igrejas os tributos devidos com multas e encargos sobre a parcela variável da prebenda.

Para tentar resolver o impasse, a bancada evangélica no Congresso Nacional emplacou em agosto do ano passado a aprovação de uma lei que derruba todas as fiscalizações que tinham como alvo a cobrança previdenciária sobre a prebenda.

Meses antes Bolsonaro havia promovido uma reunião entre o deputado federal David Soares (DEM-SP), filho do missionário R. R. Soares, e o secretário especial da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto, para discutir os débitos das instituições religiosas. Procurados na época, tanto o Planalto como o deputado não quiseram se manifestar. “Isso aí é uma reunião com o presidente, eu não tenho nada a declarar”, afirmou Soares.

Bolsonaro, que já havia ordenado à equipe econômica “resolver o assunto”, acabou sancionando o trecho da lei que buscava liberar as cobranças sobre a prebenda.

Dias antes da aprovação da lei, a Igreja Internacional da Graça de Deus, fundada por R. R. Soares, ingressou com uma ação na Justiça Federal pedindo a anulação de uma cobrança de R$ 30,6 milhões em contribuições previdenciárias sobre a prebenda, cujo auto de infração foi lavrado em 2013.

Após a sanção, a defesa recorreu à lei recém-criada para tentar justificar a extinção dos débitos. Ainda não há sentença no caso, mas, segundo apurou a reportagem, a Receita Federal tem o entendimento de que a mudança recente na legislação não tem impacto sobre as cobranças em andamento.

Uma posição nessa linha foi dada pela juíza Adriana Barretto de Carvalho Rizzotto em despacho de 1.º de março deste ano. “Não há como se reconhecer que a atuação desrespeitou diploma legal não existente à época de sua ocorrência, independentemente da previsão do § 16 (…) incluído pela Lei nº 14.057, de 14 de setembro de 2020”, afirmou a juíza, referindo-se ao dispositivo patrocinado pela bancada evangélica.

A bancada evangélica tem se articulado agora para incluir, na reforma tributária, a ampliação do alcance de sua imunidade tributária para qualquer cobrança incidente sobre propriedade, renda, bens, serviços, insumos, obras de arte e até operações financeiras (como remessas ao exterior).

Arcabouço brasileiro

O economista Rodrigo Orair, especialista em finanças públicas e ex-diretor da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado, critica o arcabouço brasileiro de isenções tributárias às igrejas.

De acordo com ele, em outros países é comum que as instituições religiosas fiquem livres de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica, mas não dos demais tributos, como a contribuição previdenciária. Já no Brasil, os benefícios têm alcance maior. “Uma coisa é isentar tributos pela prestação de serviços não mercantis. Faz sentido. Outra coisa é isentar a contribuição previdenciária, inclusive a do pastor”, diz. “A sociedade arcará com a aposentadoria deles por longos anos sem que eles tenham contribuído”. Em sua opinião, as igrejas não deveriam ser isentas da contribuição ao INSS, de 20% sobre a folha, muito menos deixar de repassar os valores recolhidos em nome dos empregados.

Estadão Conteúdo

Petistas acham que PP na Bahia não apoiará Wagner por imposição de Ciro Nogueira

Foto: Divulgação/Arquivo/Vice-governador João Leão

Quem, do lado de Jaques Wagner (PT), diz que João Leão (PP) não vai esperar para ver o destino que lhe darão no grupo – já que está impedido de concorrer de novo à vice e de indicar o filho, Cacá Leão (PP), à mesma posição – garante também que ele não ficará com o PT por uma simples razão.

Seria por causa da direção nacional de seu partido. A mais forte lembrança sobre o partido é que Ciro Nogueira, o presidente nacional, de quem se diz que comanda o PP com mão de ferro, está fechadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a quem deve apoiar à reeleição.

Teria sido dele, inclusive, a indicação do ministro Kássio Nunes ao Supremo Tribunal Federal (STF) que tanto gosto tem dado a Bolsonaro. Na hora ‘H’, Ciro vai determinar que Leão fique com Bolsonaro na Bahia e ele (o vice) sabe qual será o seu destino, se ele não seguir a determinação”, diz um petista.

Política Livre

quarta-feira, março 31, 2021

Fluminense e Vasco empatam pelo Carioca após segundo tempo movimentado

 


O primeiro Clássico dos Gigantes da temporada 2021 terminou sem vencedor. Nesta quarta-feira (30), Fluminense e Vasco ficaram no 1 a 1 no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), na abertura da sétima rodada do Campeonato Carioca. O duelo foi disputado no interior do estado do Rio de Janeiro devido à restrição aos jogos de futebol na capital, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19).
O empate não foi bom para ninguém. O Tricolor é o décimo colocado, com dez pontos, podendo ser ultrapassado por Botafogo ou Madureira e Resende na sequência da rodada. O Cruzmaltino está em oitavo, com sete pontos, mas, até quinta-feira (1º de abril), pode cair para 11º e penúltimo lugar se Nova Iguaçu, Boavista e Bangu vencerem seus compromissos.

O primeiro tempo foi de poucas emoções e muitos erros de passe e na criação de jogadas. Apesar de ter mais volume que o rival, a melhor oportunidade do Fluminense foi logo aos três minutos, quando o meia Nenê quase fez um gol olímpico. O Vasco, na primeira vez que conseguiu chegar, balançou a rede. Aos 36 minutos, Léo Matos abriu para o também meia Andrey cruzar da direita e o atacante Germán Cano mandar para o gol.

Os 45 minutos seguintes foram bem mais interessantes. O Tricolor precisou de um minuto para deixar tudo igual: Nenê cobrou escanteio e o atacante Fred marcou de cabeça. O camisa 9 quase virou aos sete, em chute por cima da meta, após um erro do zagueiro Leandro Castan na saída de bola. O Vasco respondeu aos 20 em cabeçada do atacante Figueiredo que o goleiro Marcos Felipe quase rebateu no pé de Cano.

Daí em diante, o Cruzmaltino dominou as ações. Aos 29 e aos 33, Andrey assustou em cobranças perigosas de falta. A primeira parou na trave direita. Aos 39 minutos, o meia iniciou a jogada que culminou em finalização cruzada do também meia Gabriel Pec, defendida por Marcos Felipe. O goleiro brilhou de novo aos 45, salvando um chute cara a cara de Laranjeira, após cruzamento de Léo Matos. Nos acréscimos, o Vasco teve uma última chance em cobrança de escanteio do lateral Zeca, que o zagueiro Ricardo Graça cabeceou rente à meta.

O Vasco volta a jogar no sábado (3), às 21h05 (horário de Brasília), contra o Bangu, novamente no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). O Fluminense só tem novo compromisso pelo Carioca na próxima terça-feira (6), às 21h35, diante do Macaé, ainda sem local definido.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues
Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional - São Paulo

Com time titular, Flamengo enfrenta Bangu nesta quarta pelo Carioca

Foto: Caíque Coufal

O Flamengo entra em campo com seu time titular pela primeira vez na temporada de 2021 nesta quarta-feira (31), contra o Bangu, às 21h (horário de Brasília), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Depois de duas semanas de folga e treinamento pesado desde a reapresentação, no dia 15 de março, o elenco principal do Rubro-Negro começa a mostrar sua cara à torcida. A Rádio Nacional começa às 20h30 a cobertura esportiva do duelo, que terá narração de André Luiz Mendes, comentários de Mário Silva e plantão de notícias de Bruno Mendes.

Foram 16 dias de trabalho para corrigir erros de 2020, em busca de um ano ainda melhor. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (30), o capitão da equipe, Diego Ribas, revelou o que o torcedor pode esperar do Flamengo.

“Pode esperar um Flamengo bem organizado, dedicado, com sede de vitórias, de títulos. É isso que a gente quer fazer. Durante esses dias de treinamento trabalhamos não só o físico, mas também o tático, uma procura pela perfeição constante. É isso que todos podem esperar: um time que tem uma exigência muito alta e sede de vitória”.

O confronto com o Bangu não deve mudar muito a situação do Flamengo no Campeonato Carioca. Afinal, o time é líder da Taça Guanabara, com 13 pontos, quatro pontos a mais que o Fluminense, que está na quinta posição. Desta forma, mesmo se perder, o Rubro-Negro não deixa o G4. Por outro lado, o encontro já serve de preparação para a Supercopa do Brasil, marcada para o dia 11 de abril, contra o Palmeiras. Diego quer atenção total.

“Todo jogo serve para nos testar. Nos testando a gente evolui. Então nosso pensamento é sempre vencer, independente do campeonato que participamos. Temos que ir por etapas. Esse próximo jogo teremos concentração total, colocar em prática tudo aquilo que a gente vem treinando e que nós continuemos a ser uma equipe equilibrada e competitiva, como sempre”.

Com Rogério Ceni, Diego voltou a ser titular, só que em uma posição diferente da que estava habituado. Aos 36 anos, sendo 20 anos de carreira no futebol, o capitão rubro-negro precisou se readaptar, e ele comenta o início de temporada como volante.

“Eu me sinto muito à vontade no meio-campo, às vezes mais ofensivo, como fazia com o Jorge Jesus, às vezes mais defensivo, como tenho feito agora. Estou muito à vontade nessa posição. É algo que me motiva, ter que me reinventar para continuar correspondendo e performando. Eu tenho vivido o momento, depende muito do treinador, mas o que estiver ao meu alcance eu vou fazer para ajudar a equipe e sentir o prazer em jogar, como eu tenho sentido”.

O Flamengo deve entrar em campo contra o Bangu com Diego Alves, Isla, Willian Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Gérson, Diego e Arrascaeta; Bruno Henrique, Éverton Ribeiro e Gabigol.
Por Maurício Costa - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

quarta-feira, março 24, 2021

Flamengo enfrenta Botafogo em busca da liderança do Carioca

Foto: Vitor Silva/Botafogo/Direitos Reservados

Botafogo e Flamengo realizam nesta quarta-feira (24), a partir das 21h35 (horário de Brasília) no estádio Nilton Santos, o clássico da 5ª rodada da Taça Guanabara do Campeonato Carioca. Para o Rubro-Negro, uma vitória representa a liderança da classificação, enquanto para o Alvinegro vencer garante a entrada no G4.

Mesmo com o grupo principal treinando há aproximadamente 10 dias, o Flamengo segue na competição com o mesmo plantel que participou do último jogo, a vitória por 4 a 1 sobre o Resende. Dessa forma, entram em campo os garotos do sub-20 com o reforço do goleiro Hugo Souza, dos zagueiros Leo Pereira e Bruno Viana, dos laterais Matheuzinho e Renê, dos meio-campistas Hugo Moura, Pepê e Gomes e dos atacantes Michael, Vitinho e Pedro.

Com estas peças, o técnico Maurício Souza (que ainda atua no lugar de Rogério Ceni), deve mandar a campo a seguinte formação: Hugo; Matheuzinho, Bruno Viana, Léo Pereira e Renê; Hugo Moura, Gomes e Pepê; Michael, Vitinho e Pedro.

Foto: Vitor Silva/Botafogo/Direitos Reservados
Do lado do Botafogo, a tendência também é de manutenção de time. O técnico Marcelo Chamusca cogita colocar em campo a mesma equipe que empatou com o Vasco, por 1 a 1, em São Januário. Assim o time deve ter a seguinte formação: Douglas Borges; Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e PV; José Welison, Rickson e Matheus Frizzo; Warley, Marcinho e Matheus Babi.
Foto: Vitor Silva/Botafogo/Direitos Reservados

Na história do clássico, os dois times já se enfrentaram 373 vezes. São 137 vitórias do Flamengo, 112 do Botafogo e 124 empates.

Transmissão da Rádio Nacional

A Rádio Nacional transmite Botafogo e Flamengo ao vivo com a narração de Rodrigo Campos, os comentários de Waldir Luiz, as reportagens de Maurício Costa e o plantão de Bruno Mendes. Você acompanha o Show de Bola Nacional, que começa às 21h, aqui:


Copa do Nordeste: Santa Cruz derrota Fortaleza no estádio do Castelão

Foto: Ascom/Santa/D/R
O Santa Cruz foi até o estádio do Castelão, em Fortaleza, na noite desta terça-feira (23), e derrotou o Fortaleza por 1 a 0 em jogo da 5ª rodada da Copa do Nordeste. Mesmo com o revés, o Leão do Pici ficou na 3ª posição do Grupo B com oito pontos. Já o Tricolor pernambucano continua como lanterna do Grupo A, com três pontos.

O primeiro tempo do clássico nordestino foi de poucas emoções. O Santa Cruz apostou em uma forte retranca e o Fortaleza tentava achar espaço para furar esse bloqueio. As melhores chances vieram no início da partida. Aos dois minutos, Robson cabeceou para fora um bom cruzamento de David. E, aos nove minutos, Luiz Henrique chutou e o goleiro Jordan espalmou.

Na etapa final, a primeira chance foi novamente do Fortaleza. Aos seis minutos, Robson cruzou e Luiz Henrique cabeceou no canto, mas o goleiro Jordan estava atento e defendeu. Depois de perder tantas chances, o Fortaleza acabou sendo punido. Aos 23 minutos, o zagueiro Júnior Sergipano foi ao ataque para concluir de cabeça.
CSA vence Bahia

No estádio Rei Pelé, em Maceió, o CSA bateu o Bahia por 2 a 0. O resultado deixou o time de Alagoas na liderança do Grupo B com nove pontos. Mesmo perdendo o jogo, o Bahia se manteve na liderança do Grupo A.

                            
O primeiro gol saiu dos pés de Dellatorre, que, aos 28 minutos, aproveitou o rebote dado pelo goleiro Douglas para apenas empurrar para o fundo das redes. Logo depois, aos 35 minutos, saiu o segundo do Azulão. Após pressão de Dellatorre sobre a defesa do Bahia, a bola sobrou para Marco Túlio, que chutou forte. Douglas ainda tocou na bola, mas ela foi para o fundo do gol.

Na etapa final, o destaque foi o pênalti desperdiçado pelo Bahia. O centroavante Gilberto fez boa jogada na área, driblou o zagueiro e foi derrubado. Na cobrança, o meia Rodriguinho chutou forte e acertou o travessão.
Edição: Fábio Lisboa
Por Juliano Justo - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional - São Paulo


domingo, março 21, 2021

Copa do Nordeste: CSA derrota Santa Cruz no estádio do Arruda

Foto: Rafael Melo/ Santa Cruz
O CSA foi até o estádio do Arruda e derrotou o Santa Cruz, por 2 a 1 neste sábado (20), em jogo válido pela 4ª rodada da Copa do Nordeste.

Com este resultado, a equipe alagoana fica na quarta posição do Grupo B, com 6 pontos, enquanto O Mais Querido permaneceu na lanterna do Grupo A, sem pontuar ainda.

Mesmo atuando fora de casa, o CSA foi melhor, e abriu o placar logo aos 4 minutos com gol de cabeça de Dellatorre, após cruzamento de Iury Castilho. E a equipe alagoana ampliou sua vantagem aos 7 minutos, novamente com Dellatorre, após jogada combinada com Rodrigo Pimpão. No final do confronto, o Santa conseguiu descontar com Chiquinho em cobrança de pênalti, mas já era tarde demais para uma reação maior.

Na próxima rodada, o Santa Cruz visita o Fortaleza na terça-feira (23), mesmo dia no qual o CSA recebe o Bahia no estádio Rei Pelé.
Igualdade no Barretão

O Confiança e o Salgueiro se encontraram no Barretão. Mas o confronto terminou em empate sem gols. Com este resultado, o Dragão ficou na 6ª posição do Grupo A com 3 pontos. Já o Carcará é o 6º do Grupo B com 4 pontos.
Foto: Rafael Melo/Santa Cruz
Na próxima rodada, o Confiança visita o Sport na Ilha do Retiro na terça. Um dia depois o Salgueiro recebe o Treze no estádio Cornélio de Barros.

Edição: Fábio Lisboa
Por Agência Brasil - Rio de Janeiro

Ganso marca e Fluminense derrota Bangu no Carioca

Fotos: Mailson Santana/Fluminense FC

Graças a um gol do meia Paulo Henrique Ganso, o Fluminense derrotou o Bangu por 1 a 0, na noite deste sábado (20) no estádio de São Januário, em partida válida pela 4ª rodada da Taça Guanabara do Campeonato Carioca.

Com este resultado, a equipe das Laranjeiras alcançou a 4ª posição da classificação com seis pontos conquistados, enquanto o Alvirrubro fica na 8ª posição com quatro pontos.

Gol de Ganso

O Fluminense mandou na partida no primeiro tempo. Porém, não conseguiu transformar este domínio em gols. Com isso, o confronto foi para o intervalo com o placar em 0 a 0.

Porém, na segunda etapa, o Tricolor passou a ser mais incisivo, e conseguiu marcar logo aos 5 minutos, quando Caio Paulista lança Igor Julião em profundidade na ponta direita. O lateral avança até a linha de fundo e cruza rasteiro para o meio da área, onde Ganso chega em velocidade para tocar de primeira, com categoria, para vencer o goleiro Paulo Henrique.

Apesar do gol, o camisa 10 do Fluminense fez um jogo muito apagado. O técnico Roger o posicionou como um falso nove, atuando na intermediária adversária, com a missão de armar, mas também de pisar na área para finalizar jogadas criadas por seus companheiros.

Após o gol, o Bangu até tentou o empate, mas não conseguiu vencer a defesa tricolor. Com isso, o time das Laranjeiras conseguiu a sua segunda vitória consecutiva na competição.

Vitória do Nova Iguaçu

Outras duas equipes venceram neste sábado pelo Carioca. A primeira foi o Nova Iguaçu. O Orgulho da Baixada bateu o Boavista por 2 a 1 com gols de Dieguinho e Vandinho. Jean descontou para a equipe de Saquarema.

Triunfo e liderança

Já o Volta Redonda superou o Macaé por 1 a 0, no estádio Raulino de Oliveira. O gol da vitória saiu dos pés de Caio Vitor. Após este triunfo, o Voltaço assumiu a liderança da competição com 10 pontos conquistados.



Fluminense conquista Campeonato Brasileiro feminino sub-18

Foto: Thais Magalhães/CBF/D/R


O Fluminense conquistou, na noite deste sábado (20), o título do Campeonato Brasileiro feminino sub-18. As tricolores derrotaram na final o Internacional, em partida realizada no estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre.

O Tricolor garantiu o título após superar o Internacional por 7 a 6 nas cobranças de pênaltis, depois de as Gurias Coloradas vencerem por 4 a 1 no tempo regulamentar.
O jogo

Como o time das Laranjeiras venceu por 2 a 1 na ida, o Internacional precisava triunfar em casa para levar a decisão para a disputa de pênaltis.

Porém, com um minuto de bola rolando, o Fluminense conseguiu abrir o placar, com Luany. As Gurias Coloradas partiram então com tudo para o ataque, em busca da vitória que levaria a decisão para os pênaltis. E os gols saíram com Bia, Maranhão e Mileninha (duas vezes).
Decisão nos pênaltis

Com o triunfo do Colorado na partida de volta, o título foi decidido nos pênaltis. E, após 20 cobranças, o Fluminense venceu por 7 a 6. O grande destaque do Tricolor foi a goleira Ravena, que fez quatro defesas na disputa.
COMEMORA, #GUERREIRASDOFLUZÃO! ESSA TAÇA É NOSSA!

sexta-feira, março 19, 2021

Marquinhos: “Não estou velho. Mas Brasil precisa de renovação”

Foto: Divulgação/FIBA/D.R

O ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, recebe nesta sexta (19) e sábado (20) o Fim de Semana das Estrelas do NBB, evento que reúne os principais nomes da liga. Um deles é Marquinhos, ala do Flamengo, três vezes vencedor do prêmio de jogador mais valioso (MVP) do campeonato mais importante do basquete nacional, que ele venceu em cinco oportunidades. Nesta semana, Marquinhos conversou com o programa Stadium, da TV Brasil. Na entrevista, o jogador falou sobre diversos temas, inclusive o futuro da seleção brasileira. Para ele, a necessidade de renovação bate à porta.

Marquinhos teve o novo coronavírus (covid-19) no fim de 2020, mas defendeu os protocolos adotados pela LNB, liga que administra o NBB, que tem concentrado as partidas em um número restrito de sedes. Também falou sobre as expectativas com o Flamengo, atual líder da competição, além de estar invicto na Champions League Américas, o torneio continental da América do Sul. O jogador ainda tem planos de defender a seleção brasileira, pelo menos até a possível disputa dos Jogos de Tóquio. Para isso, o Brasil precisa vencer o Pré-Olímpico que acontece entre o fim de junho e o começo de julho em Split (Croácia).

No presente, ele pretende sair vencedor no Jogo das Estrelas, no próximo sábado (20). O evento terá um formato diferente: serão quatro equipes, cada uma com um capitão. Marquinhos é o líder de uma delas, formada apenas por atletas brasileiros. Alex, do Bauru, é o capitão de outro time, também apenas com jogadores conterrâneos. O americano Shamell, do São Paulo, é o capitão do Time Mundo, enquanto seu companheiro de equipe Georginho lidera a equipe Novas Estrelas, apenas com jovens de menos de 25 anos de idade. Os dois primeiros combinados se enfrentam no primeiro quarto da partida. No segundo quarto, se enfrentam os dois seguintes. Os perdedores disputam o terceiro lugar no terceiro quarto e os vencedores entram em quadra para o quarto final, valendo a vitória e a chance de destinar 70% dos valores arrecadados para uma instituição escolhida pelo capitão do time campeão. As instituições são: Creche Maria Ribeiro, em Bauru (SP), do Time Brabo (Alex), Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, no Rio de Janeiro (RJ), do Time Marquinhos, Hospital Infantil Darcy Vargas, em São Paulo (SP), do Time Shamell, e Hospital Santa Marcelina, em São Paulo (SP), do Time Georginho.
Marquinhos participará do Fim de Semana das Estrelas do NBB - João Pires/LNB/Direitos Reservados.

Stadium: Qual a importância de haver essa contribuição humanitária no Jogo das Estrelas?

Marquinhos: Estou feliz de participar do evento e, através dele, poder ajudar outras pessoas necessitadas, que é o nosso objetivo. É um jogo com caráter bem legal de poder contribuir para ajudar essas pessoas que estão hospitalizadas e não têm recursos. Durante o jogo, vamos tentar fazer uma grande partida para quem estiver assistindo e assim poder levar um pouco de felicidade nesse momento tão difícil.

Stadium: Você acredita que o novo formato dará mais emoção à partida principal?

Marquinhos: Assim ficou mais competitivo do que nos anos anteriores. Claro que, antes, podíamos dar mais show, com muitas bolas de três. Por outro lado, agora teremos a possibilidade de, mesmo jogando no máximo dois quartos, termos um objetivo. Pensamos em vencer a partida para poder ter a chance de disputar o último quarto e, assim, levar a vitória para a instituição que estamos representando. Assim, dá para manter a competitividade que estamos acostumados a ver no basquete.

Stadium: Como tem visto a temporada 2020/2021, tanto do clube quanto na sua performance individual?

Marquinhos: Acredito que estamos conseguindo administrar bem no NBB. Faltaram alguns jogadores em algumas partidas, ou por lesão, ou por covid, como foi meu caso. Tive uma primeira parte do campeonato muito abaixo do que podia render, mas, a partir do momento que começou o segundo turno e ganhamos o Super 8, cresci de produção. Desde então, venho fazendo uma segunda parte muito boa, liderando o time, colocando os companheiros em condições de converter arremessos. Defensivamente, melhorei bastante também. Vejo o Flamengo num momento muito bom.

Stadium: Aos 36 anos, vencedor de vários títulos e também premiações individuais na carreira, como você trabalha para se motivar?

Marquinhos: Quando isso não estiver mais motivando e não houver mais aquela vontade de levantar todo dia querendo treinar e melhorar, o atleta tem que buscar outro caminho. Parar, fazer outra coisa na vida. No meu caso, a motivação é diária. Temos um time competitivo e isso me motiva. Ainda não tenho um dos troféus que estamos disputando, o da Champions League, então venho treinando forte para levantar esse caneco. Sei a sensação que dá quando conseguimos ganhar um campeonato como esse e assim disputar o Mundial Interclubes.,

Stadium: Essa motivação também inclui planos com a seleção?

Marquinhos: Sim, inclusive essa semana tive um bate-papo legal com o [Aleksandar] Petrovic [técnico croata da seleção brasileira masculina de basquete]. Ele perguntou qual seria meu interesse. Disse que sempre vou deixar as portas da seleção abertas. É claro que, como já estou numa idade um pouco avançada para a seleção brasileira, acho que tem que ter uma renovação. Petrovic me disse que conta comigo ainda, e que posso ajudar bastante. Não sei qual seria a minha função. Titular, vindo do banco, capitão, mas minha ideia é ajudar o time. O Brasil precisa vencer esse Pré-Olímpico para poder se classificar para a Olimpíada de Tóquio. Se conseguirmos, terei a oportunidade de jogar, talvez, a minha última Olimpíada.

Stadium: Você falou em idade avançada. Consegue se ver fazendo isso por quanto tempo ainda?

Marquinhos: Acho que o nível mundial é muito forte. Há grandes jogadores. Nesse sentido, precisa haver uma renovação. Por isso que falo que pode ser minha última Olimpíada, porque o Brasil precisa de novos jogadores. Georginho, Lucas Mariano, Lucas Dias. Precisa disso para estar sempre crescendo. Não me sinto muito velho, mas acho que, quando o assunto é essa lacuna seleção, cada um tem seu limite. Desejo passar mais tempo com minha família. Muita gente não sabe, mas o período de servir à seleção costuma bater com as férias do clube. Então, se você vai defender o Brasil você não tem férias do clube. Venho de inúmeras temporadas deixando de viajar com as minhas filhas, ter um tempo com a minha esposa, sabe? Está na hora de chegar e pensar um pouco menos nesse lado seleção e mais no lado Marquinhos, e essa renovação vai ser natural. Se falarem, ah, ele está velho. Não, não estou velho. Só me sinto na posição de deixar esse espaço aberto para outros jogadores.

Stadium: Após contrair covid-19, como você avalia as medidas tomadas para a realização da temporada do NBB, com jogos nas chamadas bolhas?

Marquinhos: Essa é uma questão muito particular e que envolve muito debate. Debato aqui em casa com minha esposa, no clube com meus amigos. No basquete nacional, muitos jogadores sustentam famílias inteiras. Acho que, dentro dessa realidade, o NBB fez um sistema o mais seguro possível. Alguns contraíram o vírus, como foi meu caso e de outros. Mas me sinto seguro sim. Na maioria das vezes, vamos para um hotel, ficamos lá e não saímos para nada. É do hotel para o jogo e do jogo para o hotel. No máximo, tem o retorno para casa. Voltamos muitas vezes em viagens de ônibus, e poucas vezes de avião. Então, considerando tudo que pode ser feito, podemos nos sentir seguros para continuar na nossa profissão.

Edição: Fábio Lisboa
Por Igor Santos - Repórter da TV Brasil - Rio de Janeiro

Todos os nossos atletas, juntamente com a comissão técnica (já com os novos integrantes) e o nosso grupo de apoio, fizeram o teste para a Covid-19.

 

Foto: Divulgação/Ascom/Doce Mel
Todos os nossos atletas, juntamente com a comissão técnica (já com os novos integrantes) e o nosso grupo de apoio, fizeram o teste para a Covid-19.

Estamos muito felizes, porque não tivemos confirmação de nenhum caso. Todos os nossos jogadores estão aptos para o jogo contra o Jacuipense, no próximo domingo, 21 de Março, às 16 horas, no Estádio Carmelito Barbosa Alves, o Barbosão, em Cruz das Almas.

Temos seguido todos os protocolos de segurança para proteger os nossos profissionais, porque sabemos o quão importante é a preservação da saúde de cada um deles e a participação de cada integrante nos jogos.

Os novos profissionais que integram a comissão técnica também fizeram o teste e o resultado foi negativo. Seguimos com a nossa equipe completa, para a busca de resultados positivos.

Somos uma equipe que luta em conjunto, para a realização de um sonho que é comum a todos - os gols e a consequente vitória.

#AvanteDoceMelEsporteClube

Fonte: Ascom/Doce Mel Esporte Clube

quinta-feira, março 18, 2021

Federação suspende rodada do Paulista e adia decisão de ir à Justiça

Foto: Felipe Corsi/FPF/DR

A quinta rodada do Campeonato Paulista, prevista para o fim de semana, está adiada. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (18) pela Federação Paulista de Futebol (FPF) em nota divulgada após uma reunião virtual da entidade com representantes dos clubes da Série A1 (primeira divisão) e dos sindicatos dos Atletas, dos Árbitros e dos Treinadores.

São Paulo está na Fase Emergencial no combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19) desde a última segunda-feira (15). Entre as restrições determinadas pelo governo paulista, atendendo a uma recomendação do Ministério Público Estadual, está a suspensão de eventos esportivos coletivos. A FPF contestou a decisão e se reuniu com o poder público e o MP, apresentando um protocolo sanitário mais rigoroso, mas não teve êxito na tentativa de manter a realização dos jogos durante os 15 dias de vigência da fase.

Na última terça-feira (16), federação e clubes informaram que não descartavam acionar a Justiça para garantir a manutenção do calendário, alegando "falta de argumentos científicos e médicos" que sustentem a paralisação. Segundo o comunicado desta quinta, porém, foi decidido "não ingressar neste momento com Mandado de Segurança".

A FPF vem tentando levar as partidas para fora de São Paulo e chegou a marcar o duelo entre São Bento e Palmeiras - que seria disputado na última quarta-feira (17) - para o estádio Independência, em Belo Horizonte. O governo mineiro, porém, proibiu a realização de eventos de outros locais e o embate foi suspenso. Conforme a nota, a FPF "permanece em contato com autoridades estaduais, municipais, federações e CBF [Confederação Brasileira de Futebol] para tentar viabilizar a realização dos jogos da próxima semana".

Nesta quinta-feira, a prefeitura da cidade de São Paulo confirmou a primeira morte de uma pessoa com covid-19 (um jovem de 22 anos, que tinha obesidade e apresentava desconforto respiratório) que não conseguiu ser atendida por falta de vagas em unidades de terapia intensiva (UTIs). Só na capital, de acordo com o secretario estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, 88% dos leitos estão ocupados. No estado, nove em cada dez vagas de UTI estão sendo utilizadas em decorrência da pandemia.

Edição: Carol Jardim

Copa do Brasil: noite de eliminações de equipes gaúchas

Foto: ucas Figueiredo/CBF

A noite desta quarta-feira (17) foi muito ruim para o futebol gaúcho na Copa do Brasil. Apesar de jogarem em casa, Esportivo, Santa Cruz e Caxias não conseguiram vencer os adversários e ficaram pelo caminho logo na estreia.

Atuando no estádio Centenário, o Caxias perdeu de 1 a 0 para o Fortaleza. O gol do Leão saiu logo aos cinco minutos. O atacante David foi lançado nas costas da zaga gaúcha e não perdeu a oportunidade. Agora, o time do Ceará aguarda na segunda fase o vencedor do duelo entre Penarol, do Amazonas, e Ypiranga, do Rio Grande do Sul. A partida acontecerá na próxima quinta-feira (18), às 20h (horário de Brasília), na Arena Amazônia.

Remo vence na Serra Gaúcha

Mesmo jogando no estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, o Remo derrotou o Esportivo por 2 a 0. A primeira vez que as redes balançaram foi aos 20 minutos da etapa inicial. O meia Felipe Gedoz recebeu bom passe da direita e, da marca do pênalti, colocou os paraenses na frente.

Provando que a noite não era dos gaúchos, o Esportivo teve um pênalti aos 35 minutos. Wesley cobrou forte no canto, mas o goleiro Thiago Rodrigues foi lá e defendeu. Depois, na reta final do jogo, o Remo matou a partida. Aos 41, o atacante Lucas Tocantins mandou para o fundo do gol adversário aproveitando o rebote do goleiro gaúcho. Na próxima fase, o Remo enfrentará o CSA. O mando de campo será dos alagoanos, mas a data do confronto ainda não foi definida. Nesta etapa, quem vencer leva a vaga. Em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis.

Joinville empata e segue adiante

Já no estádio dos Plátanos, o Santa Cruz não conseguiu sair do 0 a 0 contra o Joinville. Pelo regulamento, nessa primeira fase, o visitante só é eliminado em caso de derrota. Dessa forma, o time de Santa Catarina garantiu a vaga. Restou ao Santa Cruz ficar com a cota de R$ 560 mil. Além desse valor, o Joinville levou mais R$ 675 mil. Na próxima etapa do torneio, o time do sul do Brasil receberá o Atlético Goianiense.
Por Juliano Justo - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional - São Paulo

Corinthians derrota Salgueiro por 3 a 0 e avança na Copa do Brasil

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians/D/R

O Corinthians foi, na noite desta quarta-feira (17), ao estádio Cornélio de Barros, localizado no interior de Pernambuco, e derrotou o Salgueiro por 3 a 0 para se classificar para a segunda fase da Copa do Brasil.

Agora, o Timão terá pela frente na competição o Retrô, que superou o Brusque também nesta quinta-feira em partida realizada na Arena Pernambuco. A partida, que acontecerá na Neo Química, em São Paulo, acontece entre os dias 7 e 14 de abril.
Classificação tranquila

Mesmo jogando fora de casa, o Corinthians não teve dificuldades de superar a equipe pernambucana. Ainda no primeiro tempo, aos 4 minutos, o time de São Paulo abriu o marcador quando Otero cobrou escanteio, Jô desviou e Jemerson aproveitou para marcar.

Com a vantagem no placar, o Corinthians adotou uma postura mais reativa, correndo poucos riscos e esperando uma oportunidade de ampliar o marcador. Talvez até por esta opção de jogo, o Timão só alcançou o 2 a 0 já na etapa final, aos 11 minutos, com o volante Ramiro.

Porém, o melhor ficou para o final, quando, aos 48 minutos, o meia Mateus Vital fez um belo gol. Após avançar sozinho, se livrou de dois marcadores e bateu colocado para dar números finais ao confronto: Salgueiro 0, Corinthians 3.

Edição: Fábio Lisboa/Agência Brasil

quarta-feira, março 17, 2021

Decretos estaduais fazem CBF mudar programação de jogos da Copa do Brasil

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

 Por causa dos decretos de governos estaduais de alguns locais do país, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) mudou os horários e até locais de jogos pela primeira fase da Copa do Brasil. Em Caxias do Sul, o duelo entre o time homônimo e o Fortaleza, marcado para esta quarta-feira (17), foi antecipado para 19h15. Já Marília e Criciúma, jogariam neste mesmo dia em Varginha, mas jogarão em Cariacica nesta quinta (18) às 17h. No mesmo lugar, porém um pouco mais tarde, às 19h15, Mirassol e Red Bull Bragantino entram em campo. Enquanto Caldense e Vasco se enfrentam a partir das 17h30 em Poços de Caldas.

A Copa do Brasil 2021 foi iniciada na última terça (9). Dos quatro times baianos na disputa, Vitória, Bahia e Juazeirense se classificaram para a segunda fase. O último a entrar em campo é o Atlético de Alagoinhas que recebe a visita do Vila Nova nesta quarta, logo mais às 17h, no Carneirão.

CAMPEONATO GOIANO É PARALISADO
Entrou em vigor nesta quarta-feira (17) o decreto do governo de Goiás que proíbe os treinos e jogos de futebol no estado. A medida valerá até o próximo dia 31 de março. Com isso, o Campeonato Goiano foi paralisado. O duelo entre Iporá e Goiás, válido pela primeira rodada e já havia sido remarcado para esta quarta, foi adiado novamente.

A Federação Goiana de Futebol (FGF) irá se reunir com os 12 clubes participantes para definir um posicionamento. Segundo o site ge.com, os dirigentes tentarão convencer as autoridades locais para manter o estadual em disputa.

A quinta rodada do Goianão seria aberta no sábado (20) com o duelo entre Aparecidense e Iporá. A jornada teria sequência no domingo (21) com os demais cinco jogos.

De olho no Sport, Bahia reforça trabalho tático no CT Evaristo de Macedo por Ulisses Gama

Foto: Felipe Oliveira/ECB
Enquanto o time de transição está concentrado para o Ba-Vi desta quarta-feira (17), o elenco principal do Bahia voltou a treinar nesta manhã visando o jogo do próximo sábado (20) contra o Sport, em Pituaçu, pela Copa do Nordeste.

Os trabalhos foram abertos com uma atividade de liberação muscular com o preparador físico Roberto Nascimento.

Em campo, o grupo teve uma conversa com o técnico Dado Cavalcanti, que explicou o treino em um quadro magnético. Na sequência, o treinador escalou a equipe titular para uma atividade tática.

Para o jogo, a equipe não terá o atacante Rossi, suspenso por ter sido expulso durante o clássico do último sábado (13). Com isso, Thiago, Alesson e Marco Antônio surgem como possibilidades de substituição.

Recuperado de uma lesão na coxa, o goleiro Mateus Claus fez um treino técnico com o preparador físico Rogério Lima. Em processo de recuperação, o zagueiro Anderson Martins ficou na fisioterapia.

A equipe volta a treinar nesta quinta-feira (18), novamente no CT.

Promovidos à Série A, Cuiabá e Juventude seguem na Copa do Brasil

Foto: Fernando Alves/EC Juventude/D?R

Dois dos quatro times promovidos à Série A do Campeonato Brasileiro de 2021, Cuiabá e Juventude asseguraram, nesta quarta-feira (16), vagas na segunda fase da Copa do Brasil. A classificação também rendeu a cada um deles uma premiação de R$ 1,07 milhão. Só pela participação no torneio, ambos já tinham garantido outros R$ 990 mil.

O Cuiabá empatou sem gols com o Sergipe no estádio Etelvino Mendonça, em Itabaiana (SE). O resultado classificou o time do Centro-Oeste, que tinha a vantagem por atuar como visitante e possuir melhor colocação no ranking de clubes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Na segunda fase, o Dourado terá pela frente o 4 de Julho, com mando de campo da equipe piauiense. A partir deste estágio, porém, a igualdade no tempo normal leva a decisão para os pênaltis.

Também pela Copa do Brasil, o Juventude derrotou o Murici por 3 a 0. A partida começou com quase meia hora de atraso devido a uma queda de energia no estádio José Gomes da Costa, em Murici (AL). O atacante Matheus Peixoto abriu o placar aos 45 minutos do primeiro tempo. No primeiro lance da etapa final, o meia Guilherme Castilho ampliou, de cabeça. Aos 40, o zagueiro Vitor Mendes fechou o marcador. Na próxima fase, os gaúchos pegam o ganhador entre Atlético-BA e Vila Nova, que se enfrentam nesta quarta-feira (17), às 17h (horário de Brasília), no estádio Carneirão, em Alagoinhas (BA).
Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional - São Paulo

Postagem em destaque

Dívidas de igrejas com INSS e Imposto de Renda já chegam a R$ 1,9 bilhão

Foto: Ricardo Moraes/Estadão Beneficiadas com um perdão de dívidas concedido sob a bênção do presidente Jair Bolsonaro, as igrejas acumulam ...