terça-feira, setembro 22, 2020

Rondesp Central encontra 100 kg de maconha no Arenoso

Foto: Divulgação SSP
Casa usada por traficantes para armazenar e distribuir entorpecentes foi localizada, na tarde desta segunda-feira (21).

Equipes das Rondas Especiais (Rondesp) Central apreenderam 100 kg de maconha prensada, na tarde desta segunda-feira (21), no bairro de Arenoso, em Salvador. Casa usada por traficantes para armazenar e distribuir entorpecentes foi localizada durante ações de rotina.
Foto: Divulgação SSP
Casa usada por traficantes para armazenar e distribuir entorpecentes foi localizada, na tarde desta segunda-feira (21).

O imóvel, com aspecto de abandonado, fica na região conhecida como Beira Rio. Nenhum criminoso foi encontrado. Os entorpecentes foram apresentados na 11ª Delegacia Territorial (DT) de Tancredo Neves.

“Continuamos com as guarnições na região procurando os donos dos tabletes de maconha. A população pode ajudar com informações através dos telefones 190 e 3235-0000 (Disque Denúncia)”, destacou o comandante da Rondesp Central, major Wildon Reis.

Fonte: Ascom / Alberto Maraux

Revólver e carabina são localizadas na cidade de Piritiba

Foto: Divulgação/SSP

Uma pistola calibre 380 e uma carabina calibre 44 foram apreendidas por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Semiárido, com um criminoso, na segunda-feira (21), no município de Piritiba.

Segundo o comandante da unidade, major Carlos Maltez, os armamentos foram encontrados, na residência de um criminoso. "Recebemos a denúncia de um indivíduo envolvido com tráfico de drogas e homicídios, no bairro de Aimoré. Seguindo as informações, conseguimos capturá-lo", contou o oficial.

Também foram localizados um revólver calibre 38, um carregador para pistola e munições. O criminoso e todo material foram apresentados na Delegacia Territorial (DT) de Jacobina.
Fonte: Ascom | Silvânia Nascimento

sábado, setembro 19, 2020

Operação encontra traficante baiano que exaltava facção do RJ

Divulgação/SSP

Um traficante baiano que possuía mandado de prisão e divulgava nas redes sociais apoio a uma facção do Rio de Janeiro foi localizado, na noite de sexta-feira (18), pela Polícia Militar. O criminoso, que liderava uma quadrilha com atuação, na cidade de Feira de Santana, foi encontrado, em Salvador, após denúncias anônimas.

Equipes do Bope, Cipe LN, TOR, COOPM e 66a CIPM foram até um imóvel, no bairro de IAPI, e avistaram o traficante. Ele atirou contra uma das guarnições, que revidou, e acabou fugindo para um matagal.

Minutos depois o criminoso foi encontrado ferido. Ele foi socorrido para o Hospital Geral do Estado, mas não resistiu. Com o foragido da Justiça foram apreendidos uma pistola calibre 40, uma pistola de airsoft, carregador, munições e uma algema.

Fonte: Ascom: Alberto Maraux

quarta-feira, setembro 16, 2020

MPF diz que Pastor Everaldo era “proprietário” do governo do Rio

Foto:Divulgação/PSC

 Procuradoria Geral da República (PGR), responsável pelo afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e pela prisão do presidente nacional do Partido Social Cristão (PSC), Pastor Everaldo, concluiu que o pastor agia como “proprietário” do governo do Rio por operar a máquina do governo com indicações de seus afilhados políticos para cargos em órgãos estratégicos do estado.

De acordo com o portal IG, na denúncia, a subprocuradora Lindôra Araújo apontou que o pastor Everaldo seria o responsável por gerenciar as contratações e o orçamento da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e da Secretaria da Saúde.

O pastor está preso desde o dia 28 de agosto, acusado por formar organização criminosa. A mesma denúncia recai sob Wilson Witzel. Tanto a defesa do pastor, quanto a de Witzel, dizem que não há provas da existência de um grupo criminoso.

PM prende criminosos e recupera mais de R$ 50 mil

Foto: Divulgação SSP

Policiais militares da 85ª CIPM frustraram criminosos durante um arrombamento aos terminais de autoatendimento de uma instituição financeira, prenderam os dois homens e recuperaram R$50,2 mil no Centro de Luís Eduardo Magalhães, por volta 5h50 desta terça-feira (15).

A guarnição foi acionada logo após receber informações diretamente da central de monitoramento do estabelecimento de que havia indivíduos no interior do local tentando arrombar os equipamentos e, em seguida, deslocou até o local.

Os indivíduos foram presos e, além do dinheiro recuperado, os instrumentos utilizados para praticar o arrombamento recolhidos e apresentados à delegacia do município.

Foram apreendidos uma bateria; duas lanternas; um óculos; quatro chaves de fenda; um cabo de chupeta; três pés de cabra; cinco varetas de lança térmica; uma caixa preta sem identificação que possivelmente possa conter cédulas no seu interior e um cilindro de oxigênio acoplado em um maçarico.
Fonte: DCS | Polícia Militar

Identificado presidiário que comandava 30% dos roubos de veículos

                                                                               Foto: Rafael Rodrigues
Dez celulares, acessórios e faca foram apreendidos, no início da noite desta terça-feira (15), em celas do prédio principal do presídio de Salvador, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, ocupadas por líderes de uma quadrilha responsável por comandar cerca de 30% dos roubos de veículos na capital baiana e Região Metropolitana. A operação batizada de 'ZapCar' contou com participação de forças das Secretarias da Segurança Pública (SSP) e de Administração Penitenciária (Seap). 
Além dos 10 aparelhos telefônicos, as equipes também localizaram duas baterias, cinco carregadores, seis fones, dois USB, uma faca e anotações diversas.

De acordo com o coordenador de Inteligência Prisional da Seap, Cyro Freitas, os criminosos, que já estão presos pelo mesmo delito, indicavam os veículos a serem roubados para serem fraudados e depois comercializados como lícitos.

O comandante de Policiamento Especializado (CPE), coronel Sérgio Freire, revelou que, em agosto, um comparsa dos criminosos foi alcançado por equipes da Operação Apolo enquanto fazia uma chamada de vídeo com o preso. “Ele pegava orientações sobre o destino que deveria dar para veículo roubado”, detalhou. 

Os presidiários foram transferidos para um setor com maior segurança para recebimento de presos de alta periculosidade.

Integraram a operação coordenada pelo Grupo de Segurança Institucional (GSI) da Seap, policiais do Batalhão de Guardas (BG), da Operação Apolo, ambas da Polícia Militar, e da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) da Polícia Civil.

Fonte: Ascom: Marcia Santana

Mais de 160 quilos de maconha são apreendidos em Seabra

Foto: Divulgação PC
Cento e sessenta e três quilos de maconha, distribuída em sacos e tabletes, além de cinco balanças de precisão, uma balaclava, material para embalar a droga e três máquinas de cartão foram apreendidos por investigadores da Delegacia Territorial (DT), de Seabra, na manhã desta quarta-feira (16).

Um homem foi preso em flagrante, por tráfico de drogas e está à disposição da Vara Criminal. O material vai seguir para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde será periciado.

A ação foi resultado de um cumprimento de mandado de busca e apreensão, deferido a partir do trabalho realizado pelo Serviço de Investigação (SI) da unidade.

Fonte: Ascom PC

quinta-feira, agosto 06, 2020

Cotações do Dia

Preço do Dólar e Euro hoje

1,00 Dólar Com. vale hoje R$ 5,3647
1,00 Dólar Tur. vale hoje R$ 5,5965
1,00 Dólar PTAX vale hoje R$ 5,3496
1,00 Euro com. vale hoje R$ 6,35
1,00 Euro Tur. vale hoje R$ 6.6704

Valor da Arroba do Boi hoje - 06/08/20 
Boi HojeValor Uma arroba (@) de boi hoje vale R$226,25

 (Mercado do Cacau)
Estado Preço (R$)Variação (%); Bahia /@ 160,00 +3,23; Espírito Santo / saca 630,00 +3,28

Pará / Kg 9,70

Café Conilon -
 Disponível (Espírito Santo) Fechamento: 05/08/2020

TipoPreço - R$/Saca 60 KgVariação (%)Centro do Comércio de Café de Vitória

Tipo 7- 368,00 +2,79; Tipo 8 (com ICMS) s/ cotação -

Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel
Tipo 7 355,34 +1,45; Tipo 8 345,19 +1,49
Vitória/ES Tipo 8 s/ cotação

Preço Feijão Atacado Média PR Fonte: DERAL/DEB - SEAB/PR

TipoR$/scVariação (%)Carioca tipo 1 193,61 -0,23; Preto tipo 1- 219,21 0,00 Atualizado em: 05/08/2020

quarta-feira, agosto 05, 2020

Coronavírus: Justiça atende MP-BA e determina que SEAP complemente o Plano de Contingência das unidades prisionais do Estado

Foto: Diulgação
A Justiça determinou, em decisão proferida no dia 30 de julho, que o estado da Bahia complemente, no prazo de 30 dias, o Plano de Contingência da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), especificando local, administrado pela Secretaria, para transferência imediata de presos sintomáticos ou diagnosticados com coronavírus, custodiados nas carceragens policiais de todo o Estado da Bahia.

A decisão liminar atende pedido formulado no agravo de instrumento interposto no dia 29 de julho, por meio do Grupo Especial de Atuação para o Controle Externo da Atividade Policial (Gacep), após a Justiça negar pedido liminar em ação civil pública, ajuizada no dia 24. Assinaram o agravo o Coordenador do Gacep, Promotor de Justiça Roberto Gomes, e os promotores de Justiça Marcelo Aguiar, Adriana Imbassahy, Maria Isabel Vilela e Lucélia Lopes.

A decisão do desembargador Mário Augusto Albiani Alves Júnior estabeleceu ainda que a SEAP determine um local para a transferência dos presos com sintomas ou diagnóstico de Covid-19 que receberam alta após atendimento na rede pública de saúde em todo o Estado. Ficou decidido ainda que a Secretaria apresente um Plano de Ação para promover a assistência à saúde, a testagem e o isolamento dos presos custodiados que tenham sintomas ou diagnóstico de Covid ou tenham tido contato com portadores da doença.

Em situação crítica, empresas de saneamento precisam de apoio financeiro, alerta Banco Mundial

Foto: Diulgação
Uma das questões urgentes para o combate à Covid-19 é a situação financeira das empresas de saneamento, que tiveram uma redução de até 70% nas receitas no início da pandemia resultado sobretudo da falta de pagamento de clientes residenciais, comerciais e industriais.

O alerta é feito pelo Banco Mundial em nota técnica sobre o Brasil produzida em conjunto com a Unicef e o Siwi (Instituto Internacional da Água de Estocolmo).

Segundo as entidades, o ônus econômico colocado sobre essas empresas durante a pandemia pode atingir níveis insustentáveis. A recomendação é que recursos públicos sejam direcionados a elas, bem como a elaboração de planos de recuperação.

“Se quisermos continuar a ter esses serviços, teremos que ver como eles poderão se recuperar financeiramente”, afirma Virginia Mariezcurrena, do Siwi.

Para garantir a eficiência das medidas de apoio, a nota sugere sua vinculação a metas de desempenho, como padrões de continuidade do serviço e redução dos níveis de água não faturada.

Não há estimativa de quantos recursos seriam necessários porque a situação evolui a cada dia e difere entre as empresas, levando em conta a atuação a nível municipal e estadual, diz Christian Borja-Vega, economista sênior da área de água para América Latina e Caribe do Banco Mundial.

Alguns estados já vêm tomando medidas pontuais nesse sentido, como Bahia e Ceará, em que o governo estadual cobrirá os custos de isenção de pagamento dos cadastrados na tarifa social.

Outra preocupação das entidades é o acesso aos serviços pelos grupos mais pobres, o que pode ser viabilizado via fornecimento de pacotes financeiros.

Entre os mais vulneráveis, a nota destaca as mulheres —super-representadas em assentamentos informais, onde o acesso à água e serviços de saneamento é precário ou inexistente— e comunidades indígenas, das quais apenas 1 em cada 3 aldeias tem acesso a água tratada.

Escolas e estabelecimentos de saúde são outro foco de atenção. Apenas 39% das escolas no Brasil possuem estruturas adequadas para lavagem de mãos, uma das principais medidas de prevenção contra a Covid-19. Esse percentual cai para 19% entre as escolas da rede pública do Amazonas e 5% no Amapá.

Com o retorno às aulas, são necessários medidas urgentes para ampliar esse acesso. “São dados muito preocupantes e que não são de agora, mas que cobram nesse momento uma relevância ainda maior pela situação que enfrentamos”, afirma Anyoli Sanabria, chefe do território de Amazônia da Unicef.

O levantamento não identificou ações voltadas especificamente para a ampliação do acesso a água, esgoto e produtos de higienes nas escolas até agora, o que classifica como preocupante.

No aspecto positivo, a avaliação das entidades sobre as medidas adotadas nessa área pelo Brasil durante a pandemia aponta a proibição de suspensão do fornecimento de água por inadimplência, a isenção de pagamento para consumidores que se encaixam na categoria de tarifa social e o adiamento de reajustes em alguns estados.

Por outro lado, a nota afirma que não houve, por parte do governo federal, medidas para favorecer o pagamento de serviços de saneamento básico ou apoio financeiro a consumidores e prestadores de serviços.

“O apoio do governo federal foi mais para enfrentar as consequências econômicas da crise, como subsídios emergenciais, e não tanto para os provedores de saneamento especificamente”, diz Mariezcurrena.

As entidades criticam a ausência do saneamento do Plano Nacional de Contingência para a saúde. “Os estados, suas instituições de saúde e suas companhias de água parecem ter agido independentemente entre si, com orientação geral reduzida por parte do governo federal”, avaliam.

Nos planos adotados por municípios, por sua vez, não houve a inclusão de ações relacionadas a serviços de água e esgoto.

Para uma resposta mais efetiva à pandemia, a nota recomenda maior cooperação entre municípios, estados e governo federal e entre setores, como educação e saúde, cujas ações até agora também foram desconectadas.

Acesso a dados, priorização de populações vulneráveis e mapeamento de lacunas de acesso a água, esgoto e higiene em estabelecimentos de saúde —análise para a qual há poucos dados disponíveis— também são recomendadas na nota.

Folha de S.Paulo

Polícia recupera material roubado de maternidade em Coutos

Foto: Divulgação/SSP
Em menos de 24 horas após o roubo, policiais militares da 19ª CIPM conseguiram recuperar os equipamentos subtraídos por criminosos da maternidade João Batista Caribé, localizada no bairro de Coutos, em Salvador, na noite de ontem (3).

A PM recebeu nesta manhã a denúncia anônima com a informação do local onde o material roubado estaria armazenado e imediatamente iniciou uma operação.

Ao chegar ao endereço indicado, em uma transversal da Rua São Luiz, em Paripe, a guarnição encontrou grande parte dos objetos roubados. Como o espaço estava vazio, não houve presos.

“A resposta dos nossos policiais foi rápida após o delito e praticamente todo o material roubado foi recuperado. As diligências continuam em toda a região para localizar os responsáveis por este crime”, destaca o comandante da 19ª CIPM, major Santos Rocha.

Os objetos recuperados (11 frigobares, televisão, máquina de corte (Makitão), bancos lixeiras, entre outros objetos) foram apresentados na 5ª delegacia e serão devolvidas ainda hoje para a maternidade.

Fonte: DCS PM

Cipe Semiárido prende homem que ameaçou esposa de morte

Foto: Divulgação/SSP
A Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Semiárido capturou, na noite de terça-feira (4), um homem que ameaçava matar a esposa, através do WhatsApp. Com o agressor foram apreendidos um facão e o celular usado para enviar as mensagens.

A vítima foi até a sede da Cipe Semiárido e informou que seu marido estava lhe agredindo verbalmente e ameaçando de morte. Fotos, textos e áudios repassados pelo criminoso foram mostrados aos policiais militares.

"Imediatamente deslocamos uma guarnição e capturamos o criminoso, no bairro BNH, na casa de sua mãe. Encontramos o indivíduo com um facão", explicou o comandante da Cipe Semiárido, major Carlos Maltez. Acrescentou que o celular usado para enviar as mensagens também foi localizado e que um revólver mostrado em fotos não foi localizado.

O caso foi registrado na Delegacia Territorial (DT) de Xique-Xique. "As mulheres, em qualquer lugar da Bahia, podem acionar a PM através do 190. Estamos aqui para protegê-las", completou o oficial.
Fonte: Ascom / Alberto Maraux

quinta-feira, julho 30, 2020

Integrante do Baralho do Crime é flagrado vindo de SP

Foto: Divulgação SSP

Um homicida, integrante do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública, foi localizado, no final da manhã desta quarta-feira (29), durante ação conjunta da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Chapada com a PRF. O criminoso estava dentro de um ônibus interestadual clandestino, que vinha de São Paulo.

Os policiais pararam o veículo placa KOW 1A09 e iniciaram o processo de abordagem. Com apoio de um cão farejador da Cipe Chapada, cerca de 4 kg de crack foram localizados em uma bagagem. 

"Quando identificamos o dono da mala pedimos a documentação e ele nos apresentou documentos falsos. Com a contradição de informações e o nervosismo percebemos que se tratava de um criminoso perigoso", explicou o comandante da Cipe Chapada, major Nelson Normando de Souza Júnior.

O homicida e os entorpecentes foram apresentados na 12ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itaberaba).

Fonte: Ascom/Alberto Maraux

Depósito de entorpecentes é desarticulado em Mata Escura

Foto: Divulgação SSP

As Rondas Especiais (Rondesp) Baía de Todos os Santos (BTS) e Central desarticularam, na tarde de quarta-feira (29), um depósito de drogas, no bairro de Mata Escura, em Salvador. Denúncia anônima e trabalho de campo foram fundamentais na descoberta do imóvel.

Na casa, usada por traficantes de uma facção, os PMs apreenderam 25 kg de maconha (tabletes e in natura), 39 papelotes com a mesma erva, 1.200 pedras de crack, munições dos calibres 40 e 9mm, duas balanças e embalagens plásticas. Nenhum criminoso foi encontrado.

Os entorpecentes, munições e os outros itens foram apresentados no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Fonte: Ascom | Alberto Maraux

Submetralhadora fabricada nos EUA apreendida pela 66ª CIPM

Foto: Divulgação SSP
Os militares encontraram o armamento em uma casa abandonada, no bairro Novo Horizonte, em Feira de Santana.

Uma submetralhadora fabricada nos EUA foi localizada, na noite de quarta-feira (29), após guarnições da 66ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana) receberem informações de homens armados, no bairro Novo Horizonte. No local, um adolescente apreendido pela unidade por porte ilegal de arma de fogo no dia 19 de julho, foi encontrado ferido.

“Realizamos uma varredura no local e encontramos a submetralhadora calibre 9 mm e um carregador”, contou o comandante da 66ª CIPM, major Fernando Cardoso. 

Ainda segundo ele, o menor é envolvido com o tráfico. “É um conhecido nosso, pois faz parte de uma organização criminosa. Levamos ele para o Hospital Geral Clériston Andrade, onde segue internado. A arma foi apresentada na Central de Flagrantes. Ainda não sabemos se ela foi usada pelo autor do crime ou se era do adolescente”, explicou o major.

Fonte: Ascom/Natália Verena

Juiz copia e cola decisões, erra nome de preso e impede saída de detento com tuberculose


Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Um juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo copiou e colou uma sentença para negar a prisão domiciliar a dois presos durante a pandemia do coronavírus. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o magistrado errou o nome, o número do documento e a unidade prisional de um dos detentos na decisão, já que citou os dados do outro.

Segundo a reportagem, embora ambos os pedidos da defesa fossem baseados na Recomendação 62 do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), que orientou os tribunais do país a desencarcerar presos do grupo de risco para a Covid-19, os casos são bastante distintos.

As duas decisões foram expedidas no mesmo dia, em 26 de março, pelo juiz Josias Martins de Almeida Júnior, da Comarca da Bauru, no interior do estado.

Um advogado ouvido pela Folha disse que o magistrado pode até repetir um trecho para explicar como ele interpreta uma determinada matéria do direito, mas, segundo ele, o recorte é questionável, quando não tem associação com o contexto do processo que está sendo analisado.

Para o advogado, no caso em questão, há um forte indício de que o juiz não considerou os fatos para redigir as sentenças.

Câmara não vota flexibilização do teto de gastos até 1º de fevereiro, diz Maia


Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta quinta-feira (30) o que chamou de brutal pressão para desfazer o teto de gastos no país e descartou votar qualquer flexibilização da regra até 1º de fevereiro de 2021, quando termina seu mandato.

A regra do teto determina que o limite de crescimento dos gastos de um ano para o outro é a correção pela inflação do período. Qualquer mudança precisaria de apoio na Câmara e no Senado.

Maia participou do seminário virtual Indústria em Debate, realizado pela Folha e patrocinado pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).

O debate, mediado pelo diretor da Sucursal da Folha em Brasília, Leandro Colon, também contou com a presença de Affonso Celso Pastore (economista e presidente do Centro de Debates de Políticas Públicas), José Ricardo Roriz Coelho (vice-presidente da Fiesp e presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico), Robson Braga (presidente da CNI) e do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da reforma tributária.

Segundo Maia, o debate sobre a mudança no modelo tributário brasileiro vem em um bom momento, em meio ao aumento de gastos decorrente da adoção de medidas emergenciais para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

A situação, de acordo com o deputado, já está gerando “uma brutal pressão para desfazer o teto de gastos no Brasil”. “A Câmara não vai votar nenhuma flexibilização no teto de gastos. Até 1º de fevereiro, a Câmara não vai votar”, afirmou.

Maia destacou que o cenário pós-pandemia vai exigir investimento público, uma renda básica permanente e uma resposta para a desoneração das empresas.

Segundo ele, as soluções apontadas vão na linha contrária da estratégia de organizar as despesas públicas para que, com a carga tributária atual, seja possível melhorar a eficiência do gasto “e aplicar os recursos públicos nas áreas que, de fato, a sociedade precisa do estado brasileiro.”

O presidente da Câmara criticou o fato de algumas discussões terem sido abandonadas, como as propostas no Senado que envolvem controle de gastos, indexação e vinculação de receitas.

Maia defendeu ainda que o aumento da arrecadação seja resultado do crescimento da economia brasileira, e não da elevação da carga tributária no país. Além disso, afirmou que a solução para melhorar as contas do país deveria vir do corte de despesas públicas, e não da criação de novos impostos.

“Se a gente achar que vamos dar mais um jeitinho criando mais um imposto, nós vamos estar taxando mais a sociedade e nós vamos ter que discutir despesa pública. Porque você arranjou R$ 100 bilhões de espaço de receita, vai colocar em qual teto?”, questionou. “Não há espaço dentro da Constituição brasileira para você aumentar despesa em R$ 50, R$ 60, R$ 70 bilhões”.

Folha de S.Paulo

terça-feira, julho 28, 2020

Megaoperação policial cumpre 212 mandados judiciais em 11 estados

@Policia Civil de Alagoas
Uma megaoperação policial, batizada de Operação Flashback II, cumpre nesta terça-feira (28) 212 mandados de prisão e de busca e apreensão em 71 cidades de 11 estados diferentes. A ação combate o principal núcleo da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Nas investigações foi constatada a maior participação de mulheres. Elas ocupavam cargos de chefia no organograma da organização criminosa. De acordo com os levantamentos da Polícia Civil de Alagoas, na hora que definiam a punição para as vítimas as mulheres tinham perfis tão violentos quanto o dos homens da facção.

As que possuem funções disciplinares conduzem normalmente estes rituais, elaborando as suas “peças conclusivas”, que resultam em condenações ou absolvições. Elas aplicam as mais diversas penas, inclusive assassinando rivais ou mesmo membros transgressores do PCC.

O núcleo das chamadas Damas do Crime, segundo a Polícia Civil da Alagoas, é composto por 18 mulheres e apenas um homem. Somados aos demais núcleos da operação são 40 mulheres alvos de mandados de prisão e busca e apreensão, que correspondem a 18% do total de alvos da operação. Na fase I da Operação Flashback, apenas sete mulheres foram alvo de mandado judicial, o que agora corresponde a um aumento de 557% nesta segunda etapa.
Operação

Conduzida pelas Forças de Segurança de Alagoas e pelos Grupos de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado em vários estados, pelo do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministérios Públicos estaduais a operação tem a participação de 1 mil policiais de várias corporações. Nesta segunda fase, os mandados são cumpridos em Alagoas, Pernambuco, Ceará, Bahia, Paraíba, Piauí, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais. O GAECO de Sergipe também cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão. A operação nacional teve o apoio da 17ª Vara Criminal de Maceió, que deferiu a expedição dos mandados judiciais.

O maior número de ações da operação está concentrado na região Nordeste, contabilizando oito estados e 179 mandados judiciais expedidos. Alagoas e Ceará ficam em evidência entre os estados. As ações em Alagoas, por meio da Operação Njord, ocorrem em Maceió, que concentra o maior número de alvos, ao todo 73, e outros 10 municípios, totalizando 98 cumprimentos de mandados judiciais pelos agentes públicos.
Por Karine Melo - Repórter Agência Brasil - Brasília

sexta-feira, julho 24, 2020

Procon-SP aplica R$ 3 milhões em multas por práticas abusivas

@Jerfferson Rudy/Agência Senado
O Procon de São Paulo aplicou mais de R$ 3 milhões em multas por práticas abusivas em todo o estado desde o início da pandemia do novo coronavírus. Segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (24) pelo Procon-SP, 12 farmácias receberam a maior parte das autuações – R$ 2,3 milhões. Também foram multados 12 supermercados, em um total de R$ 800 mil. Além disso, foram aplicadas sanções a oito revendedores de gás.

Desde março, o órgão de defesa do consumidor fiscalizou mais de 5 mil estabelecimentos comerciais em 302 municípios paulistas. O Procon-SP tem atuado para coibir preços abusivos, especialmente em itens essenciais, como álcool em gel, máscaras de proteção, alimentos e gás de cozinha.

Além das fiscalizações, o órgão de defesa do consumidor registrou aumento de 45% nas reclamações até junho. Foram mais de 300 mil atendimentos, sendo 120 mil relacionados a vendas online, 47,5 mil a energia elétrica e 7,9 mil sobre escolas e faculdades.
Enel

Há cerca de duas semanas, o Procon-SP multou em R$ 10,2 milhões a concessionária de energia Enel, após receber, de 1º de junho a 7 de julho, mais de 21 mil queixas sobre valores elevados nas contas de luz. De março a maio, a distribuidora deixou de fazer a leitura de consumo de forma presencial, por causa da situação de calamidade pública, e fez as cobranças com base na média dos meses anteriores.

De acordo com o Procon-SP, o método adotado pela concessionária “gerou faturamentos incorretos e transtornos aos consumidores”. Além disso, para conseguir o parcelamento das contas sob questionamento e evitar a suspensão dos serviços, os solicitantes precisaram fazer uma “confissão de dívida”, prática considerada abusiva, acrescentou o órgão de defesa do consumidor.
Por Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Colégios federais do Rio não devem ter aulas presenciais este ano

@Tânia Rêgo/Agência Brasil
Colégios federais do Rio de Janeiro e vinculados a universidades públicas não devem voltar a ter aulas presenciais este ano, por causa da pandemia de covid-19. As atividades didáticas obrigatórias estão suspensas em grande parte deles desde março, quando começaram as medidas de isolamento social no estado.

Esta semana, os reitores de dez instituições de ensino público divulgaram um manifesto em que consideram “improvável” o retorno aos campi em 2020, “sendo certo que ainda não é possível afirmar quando isto se dará e que todas as decisões sobre o tema serão lastreadas eminentemente em critérios científicos”.

“Diante desse quadro, ressalvando-se ações pontuais, desenvolvidas de acordo com as especificidades de cada instituição e em que sejam resguardadas a segurança dos seus participantes, a continuidade das atividades curriculares de ensino deverá ser exercida, em caráter emergencial, por meio de mecanismos de mediação tecnológica”.

O manifesto ressalta a necessidade de que o processo seja inclusivo, com a “indispensável transferências de recursos” para avançar institucionalmente “sem deixar ninguém para trás”, mantendo o “compromisso com a educação pública, gratuita, de excelência e referenciada socialmente”.

Assinam o texto os reitores da Universidade Federal Fluminense (UFF), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do Instituto Federal Fluminense (IFF), da Fundação Centro Universitário da Zona Oeste do Rio de Janeiro (Uezo), do Colégio Pedro II, do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). O documento também recebeu apoio da direção do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ).

O documento teve como base uma nota da Comissão das Universidades Públicas e Institutos Federais do Estado do Rio de Janeiro. A nota destaca que a flexibilização do isolamento social está ocorrendo em diversos municípios, apesar de a curva de contágio pelo novo coronavírus continuar alta.

O texto orienta que o retorno das atividades deve ser feito em três etapas: remoto, semipresencial e presencial, sempre levando em consideração a situação da pandemia no estado e a situação de cada instituição de ensino. Alerta também para a necessidade de oferecer suporte e inclusão digital dos alunos de maior vulnerabilidade socioeconômica.

Colégio Pedro II

No Colégio Pedro II (CPII) não há previsão de retorno de aulas presenciais no segundo semestre. Os estudantes estão sem aulas desde o dia 16 de março e foram propostas atividades on-line não obrigatórias.

A instituição destaca que, desde o início da pandemia, se manifestou contrária à oferta de educação a distância, já que nem todos os estudantes da instituição tem acesso a computadores e à internet em casa.

O colégio alegou também falta de amparo legal para substituir aulas presenciais curriculares no ensino básico e, sobretudo, na educação infantil, além de considerar que é preciso uma cultura prévia para que os alunos se engajem em atividades a distância, bem como preparo dos docentes, o que não foi possível providenciar.

O colégio definiu para o mês de setembro o início das atividades acadêmicas não presenciais, “com foco no apoio emocional e cognitivo destes estudantes”.

CAp-Uerj

No Colégio de Aplicação da Uerj (CAp-Uerj), que é incluído nas decisões adotadas pela universidade, foi instituído um auxílio emergencial para os estudantes que recebem bolsa permanência, no valor de R$ 600, para promover a inclusão digital.

A proposta de retomada das aulas de forma remota será discutida na próxima reunião do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Csepe), marcada para o dia 30 de julho.

CAp-UFRJ

O Colégio de Aplicação da UFRJ (CAp-UFRJ) também não definiu o retorno das atividades presenciais, seguindo orientação do Grupo de Trabalho Multidisciplinar para Enfrentamento da covid-19 da UFRJ.

No dia 1º de julho, o Conselho de Ensino de Graduação da UFRJ autorizou a realização de atividades pedagógicas não presenciais no colégio, porém, destacou que “enquanto não houver possibilidade de atendimento integral ao corpo discente (inclusão social e digital), essas atividades não são de caráter obrigatório” e não compõem a avaliação de desempenho dos estudantes.

Conteúdos estão sendo disponibilizados no site CAp na Quarentena.

Cefet

O Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ) está concluindo esta semana um levantamento com os estudantes e responsáveis sobre a possibilidade de realização de atividades remotas. O objetivo do Conselho de Ensino (Conen) é dar subsídios à direção-geral pro tempore sobre as alternativas viáveis para o retorno seguro às aulas. Ainda não há previsão para a volta das aulas presenciais.

“Como não existe previsão de retorno presencial aos campi, torna-se necessário avaliar em que condições a instituição se encontra, as possibilidades de atividades remotas e a viabilidade de implementá-las. Assim, o Conen solicita a contribuição dos responsáveis pelos estudantes menores de 18 anos da instituição para planejar a melhor maneira de passar por esta pandemia com o mínimo possível de prejuízos”.

Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

São Paulo adia carnaval e cancela Parada LGBTQI+ e Marcha Para Jesus

@Liga das Escoas de samba de São Paulo/Direitos reserados
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou hoje (24) o adiamento do carnaval e o cancelamento de eventos tradicionais, como a Marcha para Jesus e a Parada LGBTQI+, por causa da pandemia do novo coronavírus.

A nova data para o carnaval ainda não foi definida. O prefeito informou que os festejos só deverão ocorrer a partir de maio, evitando o mês de junho para não coincidir com as festas de São João, muito concorridas no Nordeste do país. As datas mais prováveis para o carnaval seriam o fim de maio ou o início de julho.

“Batemos o martelo e estamos adiando o carnaval do ano que vem”, disse Covas hoje, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. “Tanto as escolas de samba quanto os blocos carnavalescos entenderam a inviabilidade de realização do carnaval em fevereiro do ano que vem”, acrescentou o prefeito.

O adiamento dos desfiles e demais festejos carnavalescos vale para a capital.

Segundo Covas, no ano passado, o carnaval atraiu 120 mil pessoas para o sambódromo paulistano, gerando R$ 227 milhões para a prefeitura. Já o carnaval de rua juntou, durante três fins de semana, 15 milhões de pessoas, gerando R$ 2,75 bilhões.

Marcha para Jesus e Parada LGBTQI+

O prefeito anunciou também, após acordo com organizadores, o cancelamento de dois grandes eventos da capital: a Marcha para Jesus e a Parada LGBTQI+.

Marcada inicialmente para 13 de junho, a Marcha para Jesus foi adiada para 2 de novembro. No entanto, por causa da pandemia, os organizadores da marcha decidiram cancelar o evento deste ano.

No ano passado, a marcha atraiu 3 milhões de pessoas e gerou R$ 217 milhões para a prefeitura.

Covas disse que a organização do evento já avisou à prefeitura que não fará a marcha no dia 2 de novembro de forma presencial. Nos próximos dias, os organizadores vão apresentar à prefeitura outro formato para realização da marcha, que não será presencial, informou o prefeito.

Já a tradicional Parada LGBTQI+, que seria realizada no dia 14 de junho, ocorreu de forma virtual. Os organizadores haviam, inicialmente, adiado o evento para 29 de novembro, mas, também por causa da pandemia, optaram pelo cancelamento. No ano passado, a parada atraiu 3 milhões de pessoas e gerou para a prefeitura benefício econômico de R$ 404 milhões.

No dia 17 de julho, o prefeito já havia anunciado o cancelamento do réveillon da Paulista, comemoração de ano-novo que atrai milhares de pessoas, todos os anos, para a Avenida Paulista.

São Silvestre

A realização de outro evento tradicional no calendário paulistano, a Corrida São Silvestre, disputada no último dia do ano, ainda está sendo analisada.

De acordo com Bruno Covas, a prefeitura já entrou em contato com os organizadores da corrida de rua para avaliar se a prova será adiada ou cancelada.

Fórmula 1

Nesta sexta-feira, foi anunciado o cancelamento do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, que é realizado desde 1973 no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

A prova é disputada de forma ininterrupta desde 1990.
Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

sábado, junho 20, 2020

Aumenta procura por divórcio durante a pandemia

Foto: Agência Brasil
A procura por divórcio tem aumentado durante o período de isolamento social provocado pela pandemia da covid-19. Segundo a advogada da área de Família e Sucessões, Débora Guelman, o convívio intenso em virtude da quarentena tem sobrecarregado física e emocionalmente as famílias brasileiras.

“Esse isolamento social forçado pela pandemia aumenta o convívio entre os casais e justamente esse aumento do convívio gera conflitos. Por conta disso, a probabilidade de haver mais divórcios é muito maior”, disse Débora Guelman, em entrevista à Rádio Nacional.

A advogada afirma que cerca de 70% dos pedidos de divórcio são iniciados pelas mulheres, e a reclamação mais frequente é a tripla jornada. “Essas mulheres trabalham, cuidam dos filhos e cuidam da casa. Então, elas não aguentam relacionamentos machistas”, afirmou.

No Brasil há dois tipos de divórcios. No mais simples, chamado de “extrajudicial”, casais podem se separar de forma mais rápida, pelo cartório, amigavelmente. Já o divórcio judicial ou litigioso é realizado diante de um juiz e envolve questões mais complexas como falta de consenso entre o casal, partilha de bens, pensão e guarda de filhos.

“Se divorciar não é um processo rápido, pelo contrário. É um processo demorado e muito doloroso. Principalmente no aspecto emocional e no aspecto financeiro. Então, essa decisão de se divorciar envolve diversos fatores, que são impedimentos até para pessoa efetivar esse divórcio. Normalmente, a pessoa pensa por um ano e meio, até dois anos, antes de se efetivar o pedido”, explicou Débora Guelman.
Apoio

Em Belo Horizonte, um grupo terapêutico formado por três psicólogas e a advogada Gabriela Sallit foi criado para auxiliar mulheres que estão passando por esse momento. O grupo se reúne por meio de uma plataforma online, com participação de três a seis pessoas.

“O isolamento causado pela pandemia acirrou os conflitos nas relações, mas, por outro lado, dificultou o acesso aos advogados e ao Judiciário; e a recursos essenciais em uma separação, como mudar de casa, por exemplo”, explicou a psicóloga Lívia Guimarães, uma das responsáveis pela condução do grupo.

O grupo reúne mulheres que passam pelo momento pós-divórcio e aquelas que ainda estão se preparando para tomar essa decisão.

“Muitas vezes elas não têm com quem compartilhar suas angústias, suas dores, não tem o conhecimento de outras para aprenderem, não tem o acolhimento de quem passou pelo que elas estão vivendo”, disse a psicóloga.

Segundo Lívia Guimarães, depois do atendimento em grupo, as mulheres passam por uma escuta individual para orientações específicas.

“A posteriori do grupo, ofereceremos um plantão de acolhimento individual para essas mulheres entrarem em contato e para que possamos escutá-las na sua singularidade. Não é um dispositivo terapêutico. Mas um espaço para acolher alguma demanda ou sofrimento que por ventura o grupo possa ter desencadeado”, acrescentou a psicóloga.
Por Heloisa Cristaldo - Repórter da Agência Brasil - Brasília

sexta-feira, junho 19, 2020

Voluntários fazem fila para ser infectados com coronavírus

Coronavírus: ideia de infectar propositalmente pessoas com um patógeno perigoso que não tem cura dá origem a debate (Kyodo News/Getty Images)
Quando Gavriel Kleinwaks era criança, foi cativada pela história de Jonas Salk, o pioneiro que testou uma potencial vacina contra a poliomielite em si mesmo, na esposa e nos filhos em 1953. Os ensaios nos Estados Unidos, considerados o maior experimento de saúde pública de todos os tempos, posteriormente provaram que a vacina era eficaz.

Agora, Kleinwaks se inscreveu para participar de outro experimento de alto risco. A estudante da Universidade do Colorado está entre os quase 30.000 voluntários dispostos a se expor deliberadamente ao coronavírus para testar uma potencial vacina, caso pesquisadores decidam dar continuidade ao processo.

Com o mundo desesperado para acabar com a pandemia, a ideia de infectar propositalmente pessoas com um patógeno perigoso que não tem cura dá origem a um debate sobre que tipo de sacrifício é aceitável e os benefícios que esses ensaios podem trazer. Conhecidos como estudos de desafio humano, esses testes podem acelerar a pesquisa colocando voluntários no caminho do vírus, em vez de esperar por uma exposição acidental.

A polêmica abordagem pode se tornar necessária em algum momento, já que a doença foi controlada em algumas cidades, dificultando a avaliação de vacinas da maneira mais convencional, de acordo com Pascal Soriot, diretor-presidente da farmacêutica AstraZeneca. A empresa trabalha com a Universidade de Oxford em uma das vacinas mais adiantadas contra o vírus.
Sem cura

A falta de um medicamento para salvar pessoas gravemente doentes é uma das principais preocupações éticas sobre os ensaios de desafio humano, juntamente com o conhecimento limitado sobre um vírus que matou quase meio milhão de pessoas em questão de meses. Uma parceria lançada pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos não planeja apoiar esses estudos para a covid-19, informou a agência em e-mail.

Ainda assim, o modelo ganha mais atenção. Um projeto focado em estudos de desafio humano liderado pela Universidade da Antuérpia e pela Universidade Livre de Bruxelas atraiu 20 milhões de euros (22 milhões de dólares) em financiamento do governo belga, segundo as instituições. A iniciativa de estabelecer centros e laboratórios para testar vacinas atraiu o interesse de farmacêuticas, segundo as universidades.

Kleinwaks diz que teve dúvidas no início, mas pouco a pouco se acostumou com a ideia depois de avaliar os riscos. Apoiando sua decisão de ser voluntária, diz, é uma lição do Talmude — salvar uma vida é semelhante a salvar o mundo inteiro — e um desejo de ajudar a acabar com o surto.

“Todos corremos o risco de exposição toda vez que saímos de casa”, disse a estudante de engenharia, de 23 anos. “Ninguém tem garantia de estar seguro.”

Por James Paton, da Bloomberg
access_time Publicado em: 18/06/2020 às 17h35 - Alterado em: 18/06/2020 às 18h21

quinta-feira, junho 11, 2020

Feira de Santana registra 130 novos casos de covid-19 e total de casos registrados chega a 1.306 259 pessoas estão recuperadas.

Foto: Fernando Vivas/GOV-BA
Foram registrados nesta quinta-feira (11) em Feira de Santana 130 novos casos confirmados de covid-19. A informação é do boletim epidemiológico d Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Com estes novos diagnósticos subiu para 1.306 o número total de casos registrados no município. De acordo com o boletim, 259 pessoas estão recuperadas da doença e 1.025 ainda estão em tratamento (casos ativos), sendo que 20 estão hospitalizadas.

Casos confirmados nesta quinta-feira (11/06): 130

Óbitos no dia: 0

Pacientes recuperados no dia: 16

Pacientes hospitalizados no dia: 0

Alta hospitalar no dia: 09

Resultados negativos do dia: 183


NÚMEROS TOTAIS
(Período de 06 de março a 11 de junho 2020)

Total de casos confirmados no município: 1.306

Total de pacientes ativos: 1.025

Total de pacientes em isolamento domiciliar: 1.005

Total de pacientes hospitalizados no município: 20

Total de recuperados no município: 259

Total de casos notificados: 4.067

Total de exames negativos: 2.592

Aguardando resultado do exame: 169

Total de óbitos: 22

Fonte: Acorda Cidade


sexta-feira, junho 05, 2020

Americo Ze: Projeto de recuperação de nascentes vem sendo desenvolvido pela Prefeitura de Ipiaú

Fotos: Divulgaão/Dircom-PMI
Considerando a vital importância da água para o meio ambiente e para a população, a Prefeitura de Ipiaú, através Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente ( SEAMA), em parceria com as associações da Agricultura Familiar, vem desenvolvendo o “Projeto Nascente é Vida” que tem como objetivo mapear e recuperar todos os olhos d’ água existente no município. 
Cerca de 18 nascentes ameaçadas de extinção já foram identificadas e mapeadas nas regiões do Braço Pequeno,Cajueiro e Tinguí. As duas primeiras que já se encontram em fase de recuperação ficam na região do Cajueiro. No entorno delas estão sendo plantadas espécies de essenciais florestais nativas, como ipê rosa, pau brasil, moringa e jenipapo. 

O reflorestamento coincide com o transcurso da Semana do Meio Ambiente. O titular da SEAMA, Poleandro Silva, informou que o programa se estenderá pelas demais regiões da zona rural de Ipiaú e deverá contar com a parceria de Instituto BioFabrica do Cacau para fornecimento de mudas de arvores a serem plantadas em volta das nascentes mapeadas.

O secretário acredita que com um bom trabalho de reflorestamento até mesmo as nascentes aparentemente extintas poderão ser revitalizadas. Ele ressalta a importância da preservação das fontes que dão origem aos rios e explica que nas últimas décadas, o desmatamento de encostas, das matas ciliares e o uso inadequado dos solos tem contribuído para a diminuição dos volumes e da qualidade da água, um bem natural insubstituível na vida do ser humano. 

“O Projeto Nascente é Vida visa aprimorar a sustentabilidade da pequena propriedade e desenvolver um núcleo de pequenos produtores modelo em preservação de nascentes e demais recursos hídricos naturais do nosso município. Dessa forma estabelecerá meios para despertar uma consciência de uso racional da água bem como da preservação dos seus mananciais”, acrescentou o secretário.( José Américo Castro/Dircom Prefeitura de Ipiaú).

quinta-feira, junho 04, 2020

TCU encontra indícios de fraudes em contratos do governo que somam R$ 500 milhões


Foto: Marcos Corrêa/PR

O Tribunal de Contas da União (TCU) encontrou indícios de fraudes em 55 contratos do governo com empresas de tecnologia de informação que custaram R$ 500 milhões aos cofres públicos. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo.

As irregularidades passam por falta de justificativa para contratações e ausência de detalhamento do serviço que seria prestado.

A investigação começou em julho do ano passado. Os contratos envolvem 11 ministérios e outros 17 órgãos.

A publicação ressalta, porém, que nem todos os contratos foram firmados na gestão de Jair Bolsonaro, mas receberam aditivos ou foram mantidos pelo governo. Dos contratos suspeitos, ao menos R$ 100 milhões ainda estavam vigentes até março.

Por: Politica Livre

segunda-feira, junho 01, 2020

Primeira-dama do Rio de Janeiro vai parar no hospital após briga com marido, diz coluna

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
A primeira-dama do Rio de Janeiro, Helena Witzel, teve um pico de pressão na quinta-feira (28) após discutir com o marido, o governador Wilson Witzel (PSC). A informação é da coluna de Guilherme Amado, da revista Época.

Segundo a publicação, Helena teve que ser levada ao hospital depois da discussão. A residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi alvo da Operação Placebo, da Polícia Federal (PF), na manhã de terça-feira (26).

De acordo com a PF, o objetivo da ação é apurar indícios de desvios de recursos destinados ao combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no estado do Rio.

sexta-feira, maio 22, 2020

Em reunião com entidades médicas, secretário da Saúde apresenta ações no combate à doença

Foto: Ascom Sesab
O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, apresentou a representantes do Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb), da Associação Bahiana de Medicina (ABM) e do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindmed), as ações desenvolvidas pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) no combate ao novo coronavírus.

Aos representantes das entidades médicas, Vilas-Boas expôs um panorama da Covid-19 no estado. Na reunião ainda foram discutidas formas de melhorar, ainda mais, a assistência aos pacientes, bem como estratégias para aperfeiçoar o fluxo de trabalho.

“Temos ainda dificuldade na contratação de médicos para ampliar a rede de atendimento, mas estamos conseguindo um bom retorno com o apoio das entidades médicas. Nosso objetivo é buscar soluções para mitigar toda e qualquer dificuldade que impeça a garantia da assistência em toda a Bahia”, pontuou Vilas-Boas.

Para o presidente da ABM, Robson Moura, que participou do encontro via videochamada, a reunião foi extremamente positiva. “Poderemos informar à comunidade médica o que está sendo feito na Bahia diante da pandemia. Além disso, trazemos as demandas de nossos colegas médicos”, afirmou.

O diretor de Defesa Profissional da ABM, Cesar Neves, também classificou como positivo o encontro. “A aproximação das entidades com a Sesab é importante. Discutimos questões da categoria além de propor soluções em conjunto”.

Segundo a presidente do Cremeb, Tereza Maltez, as entidades médicas estão dispostas a contribuir com a Sesab nas medidas para enfrentar este momento. “É importante que acompanhemos o planejamento das ações adotadas”, pontuou. A diretora de Comunicação e Imprensa do Sindimed, Clarice Saba, também participou do encontro.

quarta-feira, maio 20, 2020

Presidente dos rodoviários pede teste do coronavírus para categoria e reafirma estado de greve

Foto: James Martins/ bahia.ba
O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Salvador, vereador Helio Ferreira (PCdoB), disse ao bahia.ba, na manhã desta quarta-feira (20), que o principal motivo para aprovação do estado de greve da categoria é a falta de testes da covid-19 para motoristas e cobradores, além do fornecimento precário de máscaras, luvas e álcool em gel por partes das empresas de ônibus.

Segundo ele, os testes em motoristas e cobradores precisam ser feitos “urgentemente”, já que dois cobradores morreram vítimas do novo coronavírus.

Ferreira defende ainda que seja instalado uma espécie de barreira acrílica nos coletivos para “isolar”os rodoviários da população. Além disso, a categoria ainda reivindica melhorias nos salários.

“Os empresários só fazem as coisas na ‘tora’. Precisamos que os rodoviários sejam testados urgentemente. O vírus já avançou e nós estamos expostos, rodando com os carros cheios de passageiros. Além disso, duas máscaras por funcionário é muito pouco, precisamos de mais. Mais álcool em gel também. Vamos aproveitar isso e também reivindicar nossas perdas salariais. A data base é primeiro de maio. Estamos fazendo tudo junto, precisamos que se resolva logo”, justificou.

O Sindicato dos Rodoviários aprovou o estado de greve em uma assembleia virtual na terça-feira (19). Em breve, a categoria anunciará a data de uma nova reunião que pode decretar a greve geralPor: Bahia.Ba