Silas Malafaia é indiciado por lavagem de dinheiro na Operação Timóteo

Foto: Lula Marques/Agência PT
O pastor Silas Malafaia, da Associação Vitória em Cristo, ligada à Assembleia de Deus, foi indiciado pela Polícia Federal na Operação Timóteo por lavagem de dinheiro. O pastor foi alvo de uma condução coercitiva em dezembro de 2016. A operação investiga um esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral, de cerca de 65% da chamada Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais, que tem como destino os municípios. Silas Malafia é suspeito de dar apoio a lavagem de dinheiro, com recebimento de recurso do principal escritório de advocacia investigado. A investigação quer esclarecer se o pastor pode ter “emprestado” contas correntes da igreja a intenção de ocultar a origem ilícita dos valores. O nome da operação é referência a uma passagem do livro Timóteo, integrante da Bíblia Cristã: 9 Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição.
(Informações: Bahia noticias)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meditação do dia:Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás

Cantor gospel Kleber Lucas canta em festa de candomblé e incomoda evangélicos

Em áudio vazado pelo ex, cantora gospel implora por maconha: 'Morra!'