AMAS atende quase 30 mil carentes por mês só com doações

Uma equipe de voluntários da AMAS (Associação Mundial de Assistência
Social), braço assistencial da Igreja Mundial do Poder de Deus, trabalha diariamente com amor e dedicação para levar conforto, atenção e esperança às pessoas carentes, que já não têm mais esperanças. A AMAS também tem um corpo de colaboradores, doadores, homens e mulheres de diferentes classes sociais que ajudam a levar um pouco de amor e solidariedade para quem vive em situação de rua e comunidades carentes espalhadas pelo Brasil.
Bispo Saulo Pereira é o atual responsável pelo trabalho da AMAS que trabalha em favor das pessoas independentemente de religião, raça, sexo e idade. Com o objetivo de resgatar a cidadania de pessoas que vivem à margem da sociedade, a entidade filantrópica visa transformar e gerar uma melhor qualidade de vida para todos. Além da Associação Mundial visitar orfanatos, casas de recuperação, asilos e outras entidades, a AMAS faz um trabalho voltado especialmente para moradores de rua.   

Lisarda Maria Lucinda, de 54 anos, foi viciada em álcool e drogas desde jovem, mas, depois de muitos anos de sofrimento, foi resgatada pelo Poder de Deus.
Após morar quatro anos na Cracolândia e seis anos debaixo do viaduto Alcântara Machado (Radial Leste), na região central de São Paulo, onde circulam centenas de dependentes químicos, Lisarda foi uma das primeiras moradoras de rua a ser resgatada pelo trabalho social da Igreja Mundial do Poder de Deus.

    “Quando eu morava na Cracolândia, além de traficar, eu roubava bolsas, brincos, relógios, inclusive comida. Era tudo para sustentar o vício. Eu não conseguia parar de usar maconha, crack e bebida. Antes de morar nas ruas, o meu pai me deu inúmeras chances, mas chegou um dia em que ele ficou cansado, colocou as minhas roupas numa caixa de papelão e disse que a porta era a serventia da casa”, relembra em meio às lágrimas.


Lisarda sofreu tanto que chegou a ficar presa, e os seus dois filhos pequenos encaminhados para o Juizado de Menores. “Quando eu fiquei sabendo que tinham dado os meus filhos para uma família que eu nem conhecia, quase fiquei louca; tentei pegar a arma de um policial para me matar. Pensei, ‘o único bem que eu tenho são os meus filhos, e agora tiram de mim’.” revela chorando copiosamente.

Depois de muito sofrimento nas ruas e vícios, Lisarda foi atendida e evangelizada pela AMAS. Após ser completamente liberta das drogas e resgatada pelas mãos de Deus, ela voltou para o seio familiar. Hoje é casada no cartório civil e mora em casa própria com os seus filhos solteiros e toda a família trabalha. Depois de nove anos, ela pode ser considerada um dos primeiros frutos do trabalho da AMAS (Associação Mundial de Assistência Social), braço assistencial da Igreja Mundial do Poder de Deus, sob a responsabilidade atual do bispo Saulo Pereira. 

Além dela, centenas de moradores de rua deram a volta por cima, conseguindo emprego com carteira assinada e vivendo de forma digna ao lado da família, com total apoio da Associação Mundial. Atualmente a sede da AMAS, localizada em São Paulo, trabalha em parceria com o Grupo de Evangelização da IMPD, sob a responsabilidade do bispo Alcemir Alves. 
Vale ressaltar que tudo que a AMAS recebe de doação é repassado às pessoas carentes. Um exemplo são as doações de hortaliças dos empresários Eduardo A.A., Ricardo Rodrigues e Antonio da Silva Souza, que possuem comércio no CEAGESP (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), e ajudam a atender quase três mil carentes semanalmente.
As AMAS de São Paulo e de Mogi das Cruzes doam mais de dois mil pratos de refeições semanalmente para moradores de rua. Ainda são distribuídos cerca de 1.000 pães e copos de leite com café ou chocolate em São Paulo, na capital paulista. Além dessas doações, a instituição distribui cestas básicas, roupas e calçados diariamente.
Na mesma sintonia da AMAS de São Paulo, a Associação Mundial de Mogi das Cruzes (a 50 quilômetros da capital paulista), também distribui quase 200 marmitex para carentes e moradores de rua ao longo da semana.  A última enchente que ocorreu no bairro Vila Nova Estação, em Mogi das Cruzes, e atingiu várias famílias com perdas de móveis, alimentos e roupas, também devastou a região.  Diante do estrago e da carência, a AMAS de Mogi foi ao local no último dia 3 de abril e doou 200 marmitex, 60 cestas básicas e uma média de 400 peças de roupas, 200 pares de calçados e alguns móveis como cama, penteadeira e colchões para as pessoas que perderam seus pertences na lama.
Antes das doações, o bispo Rodrigues, responsável pelas igrejas de Mogi das Cruzes, e o bispo Alcemir Alves, responsável pela evangelização no Brasil, oraram e fizeram imposição de mãos a todos os carentes de Mogi das Cruzes. A cerimônia foi realizada a céu aberto num campo de futebol do bairro, onde todos se encontraram para receberem as doações. Durante o evento da AMAS, crianças e adultos receberam atendimento médico com o Clínico Geral e Cirurgião Vicente Flores, sua esposa, a farmacêutica Assunta Flores, e cortes de cabelo com as cabeleireiras Vilma Kajimoto e Olinfa Salvatierra.
O bispo Saulo Pereira ressalta que o trabalho da AMAS não consiste apenas na distribuição de roupas, calçado e alimentos. Ele explica que antes de a pessoa receber o que precisa, ela é evangelizada. Oração e leitura da Palavra fazem parte do trabalho social da AMAS. “A evangelização não pode estar dissociada do trabalho social”, enfatizou ele.
Durante a distribuição dos produtos que ocorreu no dia 3 abril, Sandro Alves, que mora em Mogi das Cruzes e que completava 28 anos nesse dia, declarou que foi liberto das drogas com esse trabalho de evangelização nas ruas. “Eu pensei que ia morrer afundado nos vícios, mas Deus me libertou. Dou glória a Deus por este milagre. Estou indo à igreja frequentemente agora. Só tenho que agradecer a Deus”, enfatizou diante do povo presente segurando uma marmitex e uma cesta básica que acabara de ganhar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meditação do dia:Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás

Cantor gospel Kleber Lucas canta em festa de candomblé e incomoda evangélicos

Em áudio vazado pelo ex, cantora gospel implora por maconha: 'Morra!'